José Carlos de Oliveira fala dos trabalhos que se orgulhou de fazer

José Carlos de Oliveira
José Carlos de Oliveira

Natural de Alegre-ES, José Carlos de Oliveira, 54 anos, começou no mercado da fotografia em 1982 prestando serviço para várias cidades do Estado. Veio para Cachoeiro em 1996 para produzir uma campanha política para televisão, enquanto sócio da produtora OL produções, e a partir de 97 se estabeleceu efetivamente no mercado daqui.

Formado no Curso de fotografia na Lawrence School, Springfield, IL, nos Estados Unidos, contou que o interesse pela fotografia começou muito cedo, quando ainda era criança. Depois disso o amor só foi crescendo “Admirava as fotos de família, no entanto, meu interesse cresceu de maneira significativa aos 14 anos, quando ganhei a primeira câmera fotográfica do meu pai”.

Atualmente José Carlos é um dos fotógrafos mais conhecidos e conceituados no mercado do Sul do Estado. Seu trabalho é voltado para a fotografia social, fotografia industrial (setor de rochas ornamentais) e ainda a publicidade. Com um estilo próprio, o profissional usa suas lentes para registrar as imagens de maneira única e pessoal. “Uma das minhas maiores preocupações sempre foi a de não plagiar. Se por acaso uma de minhas fotos for parecida com a de alguém, será por coincidência, não por intenção”, declara.

No breve intervalo entre seus inúmeros trabalhos, Oliveira não para de produzir imagens. Em 2010 ele montou uma coletânea com essas imagens e lançou um livro. Além disso, ele também ministra cursos profissionalizantes em que transmite para os alunos a técnica do processo fotográfico.

Quais foram suas principais referências/inspirações? 
Como fotógrafos conterrâneos posso citar os amigos Paulo Guenin Simão e Enock Faria de Albuquerque e como representante de uma classe de grandes mestres da fotografia mundial, Anselm Adams.

Em 2010 você lançou um livro sobre Cachoeiro. Fale sobre a publicação.
Trata-se do livro Cotidiano Ilustrado, que traz uma coletânea de fotos reunidas ao longo dos anos que trabalho em Cachoeiro. Fotos essas que foram produzidas, em sua grande maioria, em intervalos de trabalhos profissionais ou em deslocamentos em serviço e viagens dentro do município.

Em seu imenso portfólio, quais trabalhos você mais se orgulhou de fazer? 
Como profissional, confesso me orgulhar de cada trabalho que faço. É claro que existem fotos prediletas, são elas as autorais: e estas são muitas. Pretendo um dia ainda poder publicá-las em livro e/ou montar exposições com algumas delas. No princípio da minha carreira como fotógrafo, ainda em Alegre, depois nos Estados Unidos e de volta ao Brasil, confesso que tinha mais tempo para me dedicar a produzir fotografia como arte, daí 90% das exposições e publicações das minhas fotos se deram nesse período. Depois, como o aumento do volume de serviço profissional, tornou-se humanamente impossível manter constantes publicações, exposições, e participação em concursos, mas a produção de fotos autorais sempre se deu de forma muito intensa. Quem sabe após aposentar, eu consiga voltar a expor, publicar e participar de concursos. (risos)

Como você analisa a transição da fotografia analógica para a digital? 
Encaro como a quebra das barreiras que limitavam a criatividade dos fotógrafos e a grande democratização da fotografia.

O que uma pessoa precisa para ser um bom fotógrafo? 
Em primeiro lugar, o olhar talentoso; em segundo, conhecimento técnico e em terceiro, um bom equipamento e intimidade com o mesmo.

Você ministra cursos de fotografias. Como são esses cursos? 
Gosto de comparar cursos de fotografia à cursos de culinária e gastronomia: o primeiro ensina a executar receitas prontas, enquanto o segundo ensina a criar suas próprias receitas. E é nesta última que gosto de enquadrar meu curso (link), voltado para o ensino do processo fotográfico. Uma vez dominada a técnica, o aluno é capaz de usá-la para criar imagens com maior autonomia e liberdade criativa.

fonte: Revista Leia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *